Prefeitura de Santos abre licitação para segunda etapa de obras na entrada da Cidade

17/05/2017

A Prefeitura abriu ontem, dia 16, licitação para a segunda etapa das obras da entrada da Cidade, que incluem a implantação de 4,4 quilômetros de corredores de ônibus em dez bairros da Zona Noroeste e a construção da Avenida Beira Rio, no Bom Retiro, que vai servir de ligação entre a futura ponte do Rio São Jorge e a Avenida Jovino de Melo.

As intervenções vão incluir nova pavimentação nas ruas Zelnor de Paiva Magalhães e Júlia Ferreira de Carvalho. Nesta última, será construída uma nova ponte para acesso à Avenida Nossa Senhora de Fátima, que será mais larga, facilitando o trânsito de veículos – especialmente os de transporte coletivo – e prevenindo acidentes.

A licitação inclui, ainda, uma rotatória no São Manoel para ingresso na ponte que, futuramente, ligará a Rodovia Anchieta à Avenida Beira Mar, no Bom Retiro. Outras obras contemplarão a rede de drenagem da avenida Nossa Senhora de Fátima e das ruas Zelnor de Paiva Magalhães, Júlia Ferreira de Carvalho, Ana Santos e Boris Kauffmann.

Também consta nas intervenções a expansão da malha cicloviária, em complemento à já existente na Avenida Nossa Senhora de Fátima, partindo da ligação com a Rua Júlia Ferreira de Carvalho e chegando à Rua Itanhaém, por onde terá continuação até a Rua São Sebastião, até juntar-se à ciclovia da Avenida Martins Fontes.

Iluminação

Outro setor beneficiado pelas intervenções previstas na licitação é o da iluminação pública, com substituição de luminárias em 14 vias dos bairros Bom Retiro, Saboó, Vila Haddad e Chico de Paula. Lâmpadas de vapor de sódio serão substituídas por novas 236 de LED, que são mais resistentes e consomem menos energia, além de oferecerem menor custo de manutenção.

Recursos

A empresa vencedora do processo licitatório será conhecida no dia 3 de julho. Após a assinatura do contrato, terá 18 meses para finalizar os trabalhos.

Os recursos para as obras da entrada da Cidade, na ordem de R$ 291 milhões, são provenientes do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) 2 Mobilidade Médias Cidades, do Governo Federal, com contrapartida de R$ 21,5 milhões do Município, financiada pela Caixa Econômica Federal. Fonte: Prefeitura de Santos.